Saúde e Educação

Serviço de Medicina Intensiva - Hospital Pedro Hispano

Matosinhos, Portugal

  • Ano: 2020
  • Cliente: Unidade Local de Saúde de Matosinhos
  • Área total de construção: 415 m²
  • Localização: Matosinhos, Portugal
  • Prémios: German Design Awards 2021. Menção Honrosa.



    Prémios Lusófonos de Arquitetura e de Design de Interiores 2020. Vencedor - Ouro. Categoria Equipamentos Hospitalares e de Saúde

  • Categoria: Saúde e Educação
O projeto foi desenvolvido como resposta à pandemia Covid-19, criando 11 quartos com pressão negativa que garantem, simultaneamente, as melhores condições de tratamento dos pacientes e uma maior segurança dos profissionais de saúde. Duplicando o número de camas do Serviço de Medicina Intensiva (SMI), esta ampliação não só vem reforçar, a curto prazo, a capacidade de resposta do Hospital de Matosinhos contra a pandemia, mas também se traduz, a longo prazo, numa nova valência para o seu funcionamento regular.

Concluído em apenas 25 dias de trabalho, o projeto foi desenvolvido num modelo de colaboração contínua entre arquitetos e a equipa do SMI, de modo a assegurar a total adaptação às necessidades de pacientes e profissionais de saúde. A nível exterior, o volume estabelece relações simbióticas com os edifícios envolventes, articulando harmoniosamente Arte e Ciência. Os desenhos de Manuela Oliveira, professora aposentada de Educação Visual, coabitam com uma frase de Pedro Hispano, médico do século XVII: "Ordinatur medicina conseruatione sanitatis habitae et recuperatione amissae per aegritudinis remotionem", ou seja, “A medicina tem como fim a conservação da saúde devida e a recuperação da saúde perdida eliminando a doença.”

No total, o projeto – pioneiro no país – envolveu diretamente mais de 300 pessoas, entre arquitetos, designers, engenheiros, técnicos e outros trabalhadores envolvidos na produção e construção.